Ir para conteúdo

Notícias

Projetos de inovação do ICI são destaque no Smart City Expo Curitiba 2024

Uso de dados e inteligência artificial em políticas públicas foram temas de palestras e apresentação de soluções durante o evento

Governança de dados e uso de inteligência artificial em soluções para governos foram temas que marcaram a participação do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI) na Smart City Expo Curitiba, realizada entre os dias 20 e 22 de março, no Centro de Eventos Positivo, no Parque Barigui. O congresso promovido pelo iCities, sob a chancela da Fira Barcelona contou com apoio do Vale do Pinhão e da Prefeitura de Curitiba, e reuniu quase 17 mil pessoas para tratar sobre cidades inteligentes e soluções urbanas.

“Esse evento nos ajudou a quebrar o paradigma de que o governo está sempre atrasado em tecnologia, isso não é mais verdade. Hoje temos inovação para o governo, para o cidadão, para o gestor e para o servidor público. Mostramos que a tecnologia tem tornado as cidades lugares melhores para se morar”, comentou o diretor-presidente do ICI, Mauricio Pimentel.

Pimentel foi um dos palestrantes do congresso. O presidente participou de painel na plenária, no último dia do evento (22), com o tema “(Re)considerando a dimensão do big data: o que nos reserva o futuro?”. Ele dividiu o palco com Eduardo Ulises Moya Sánchez, diretor de IA da Coordenação Geral de Inovação Governamental do Estado de Jalisco (México).

Outros integrantes do Time ICI também compartilharam conhecimento com o público ao longo da programação. Logo no primeiro dia (20), a coordenadora de Inovação, Francielle Vieira Saviski, fez um pitch sobre Data Lake para prefeituras no espaço Ágora e falou sobre a importância de incorporar o uso de dados em tomadas de decisões. “Os governos precisam se preparar para implementar data lakes (repositórios de dados), evitando gerar impacto nos ambientes dos sistemas transacionais”, explicou Francielle.

No dia seguinte (21), o coordenador de Sistemas Departamentais, Felipe Rezende, apresentou o Sistema de Manutenção Urbana, que conta com inteligência artificial para otimizar o gerenciamento de atividades de manutenção dos espaços e serviços públicos, oferecendo melhor planejamento, moderna administração e economia.“A solução utiliza IA para identificação e abertura automática de chamados em situações que necessitem de intervenção da prefeitura. Em Curitiba, já mapeamos mais de 90% das ruas da cidade, criando uma base de dados completa sobre a situação das vias”, destaca Felipe.

Ainda no dia 21, o diretor Jurídico e Compliance, Alexandre Scolari, falou sobre a nova lei de licitações no City Hall, espaço destinado a gestores públicos, e o diretor-presidente, Mauricio Pimentel, participou de coletiva de imprensa com os parceiros do evento.

Visitas ao estande do ICI

O Instituto também marcou presença na área de exposição do evento. A equipe da Assessoria de Relações Institucionais e de Mercado do ICI recebeu diversos visitantes interessados em conhecer as soluções de TI desenvolvidas para a gestão pública.

Pelo estande, passaram representantes de administrações públicas estaduais e municipais, empresas privadas, estudantes universitários e visitantes estrangeiros. Também foram feitas reuniões de negócios e demonstrado o funcionamento de aplicativos e sistemas.

Prefeitura de Curitiba destaca projetos desenvolvidos pelo ICI

Ao longo do evento, as secretarias e órgãos da Prefeitura de Curitiba expuseram diversas soluções desenvolvidas em conjunto com o ICI para melhorar os serviços disponibilizados aos servidores e cidadãos do município.

No palco da Smart Plaza Vale do Pinhão, foram lançadas a Consulta de Débitos do Contribuinte (CDC) e a Zeladoria Digital. A primeira aplicação integra a área de inteligência da Secretaria de Planejamento, Finanças e Orçamento, com o objetivo de facilitar a vida do contribuinte, ao reunir, em uma mesma plataforma, consulta de débitos, emissão de certidão de débitos, de guias de pagamento e consultas para CPF e CNPJ.

Já a segunda ferramenta, lançada pelas secretarias de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap) e do Governo Municipal (SGM), utiliza sensores acoplados a carros da frota da Prefeitura, que servem para monitorar a situação das ruas da cidade. Ao detectar que há um buraco na rua, por meio da inteligência artificial, a tecnologia abre automaticamente um protocolo de solicitação do serviço para ser executado pela Prefeitura.

“Usamos a inteligência artificial a favor do zelo que temos com a nossa cidade. A implantação dessa Zeladoria Digital é um exemplo de como a tecnologia pode auxiliar a administração pública a identificar e corrigir os problemas”, declarou o prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

Outras aplicações já utilizadas pela Prefeitura de Curitiba, e que contribuíram para a capital paranaense ser reconhecida como a Cidade Mais Inteligente do Mundo (World Smart City Awards 2023), também foram apresentadas durante o congresso. A plataforma de Controle de Processos da Procuradoria-Geral do Município (CPPGM) foi destaque na apresentação da procuradora Patrícia Ferreira Pomoceno, por conta do uso de inteligência artificial que realiza automação de processos, resultando na elevação da arrecadação e consequente disponibilidade de recursos para o desenvolvimento dos programas que atendem a população.

Já a secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella, apresentou o case de sucesso do modelo Saúde 4.1, no painel Inovação Pública para Cidadãos Digitais. Depois de contar como funciona o sistema público de saúde curitibano e sua evolução desde a criação do SUS no país, a secretária destacou alguns exemplos de inovação, como o aplicativo e a Central Saúde Já, ambos desenvolvidos em conjunto com o ICI.

Parceria com a Agência Curitiba

Ainda no evento, o presidente Mauricio Pimentel assinou protocolo de intenções com a Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação para utilização de espaço no Pinhão Hub, com o objetivo de realizar pesquisas, desenvolver e explorar novos recursos tecnológicos.

Na ocasião, Pimentel também recebeu das mãos do presidente da Agência, Dario Paixão, o livro Innovate Curitiba, lançado no primeiro dia do evento. A publicação conta o case de sucesso do ICI e outras 146 empresas da cidade na área da tecnologia e inovação, especialmente as integrantes do programa Tecnoparque e do Vale do Pinhão.

“Para nós, é uma honra e uma felicidade imensa participar desse ecossistema de inovação promovido pela prefeitura e pela Agência Curitiba. Nosso DNA é inovação e estar entre os integrantes desse movimento do Vale do Pinhão, com o Pinhão Hub e o Innovate Curitiba, valoriza ainda mais o nosso trabalho”, afirma Pimentel.

Para acessar a versão digital do livro, clique aqui. O trabalho e a história do ICI estão nas páginas 86 e 87, no bloco Tecnoparque.